quinta-feira, 8 de julho de 2010

Particularidades de um homem forte


Todo esse noticiário sobre a morte da ex-amante do agora provavelmente ex-goleiro do Flamengo me fez pensar em coisas. Diversas delas.

Uma de tais coisas foi tentar ver o caso através dos olhos de um investigador policial, um tipo que tem de ser duro no meio em que vive. E que provavelmente não é o tipo que escapa de ter certos desvios psicológicos. Quis tratar isso não com a rudeza do meio, mas com uma tentativa de aprofundamento em sua personalidade. Não sei se consegui, até porque se trata de uma poesia, mas o resultado é este:

Particularidades de um Homem Forte

Boa noite, cara família
que me pasma com sua tranquilidade
em seu confortável jogo de sofás de cores neutras.

Sento-me num deles,
mas não posso desfrutá-lo como desejo,
pois mesmo quando posso não estou sozinho.

O pequeno está no quarto
e me chama para passarmos algum tempo.
O tempo que uso fingindo afastar fantasmas.

Ouço a voz daquela mulher
que, tola, ainda anseia algum calor de mim
sem perceber que tudo ao redor é gelo.

Mal durmo nesta noite
e assim é em todas as outras noites frias
desde que escolhi ser quem tenho sido.

Nas manhãs desoladas
já não tolero as vozes e quase me acidento
ao volante no caminho para o martírio.

Lá estão os monstros todos,
na minha mesa e ao redor só se fala disso.
Então saímos, eu e meus companheiros.

Outra missão a cumprir.
Mais uma vez, outra busca sem esperanças.
Apenas esta vítima e o corpo há dias inerte.

Não rezo pela humanidade.
A crueldade que vejo não mais me atordoa
e faço-me forte perante os que me buscam.

Quando enfim estou só,
o choro de cada ser que parte – e dos que ficam –
é minha companhia quando volto à casa.

Até amanhã, trágica rotina.
Invejo a tranquilidade de minha família
e não posso partilhar o que vai adentro.

Ainda que, quando acaba,
não queira mais ser o que tenho sido:
o investigador.

E isto é tudo. Beijos e abraços, pessoal!

NA MINHA VITROLA

4 comentários:

Mandinha disse...

Poxa! Tive pena do investigador depois desse poema, acho q vc conseguiu sim aprofundar. Gostei do visu do blog, tá muito legal. Bjos e ótimo restinho de semana ;***
PS: qdo der passa tb no meu pobre blog semi-abandonado (sem tempo p/ postar, mas ñ desisti dele),please?
www.beyourselfandnooneelse.wordpress.com.br

Dea disse...

ei, beijinhos.
sempre bom no teclado hem!
Dea

Autuori disse...

Lembrei-me da frase do Saramago:
"Se tens um coração de ferro,bom proveito.O meu,fizeram-no de carne e sangra todo dia."

Rafael Mafra disse...

Senti que talvez seja uma busca.

É tudo tão horroroso, ou deveria ser, mas é normal.

É rotina, é mais um caso, é trabalho, é outro dia, uma moeda e um salário.

Talvez até fosse triste, mas é apenas outro problema a se resolver, eu bem que queria...

... et cetera...

Abraço, Hermano!!!